.

.

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Resenha da Câmara de Lajes


A sessão da câmara de Lajes nesta sexta feira (07), foi na base do clima turbulento e os vereadores estavam com ânimos acirrados. 



O presidente Mael Querino em alguns momentos não conseguiu acalmar clima de tensão do plenário, isso tudo aconteceu por conta do projeto relacionado ao concurso público enviado a casa pelo executivo municipal, sendo aprovado por 06 votos a 02 pelo plenário da casa. O vereador Chico Ivo (PDT), não compareceu a sessão por problemas de saúde, tendo a sua ausência justificada.

Os ânimos se acirraram durante a discussão da matéria. A bancada da oposição fornada pelos vereadores Alderi Pereira (PRP) e Felipe Menezes (PODEMOS),  discordaram do projeto enviado pelo prefeito Marcão (PMDB), que não tinha vagas para algumas funções que destacamos: ASG, Gari e Motorista.



O vereador Aderi disse em seu pronunciamento lamentar esse comportamento do chefe do executivo municipal, que ao invés de abrir vagas dentro do concurso público, prefere continuar com contratos irregulares para apadrinhar protegidos de sua base politica.

O edil lamentou a situação de muitos pais famílias que não iram ter uma oportunidade de trabalho em nossa cidade por conta desta atitude do prefeito e dos vereadores da bancada governista que foram coniventes com essa situação.



Já a vereadora Rosa Costa (PMDB),  explicou em seu pronunciamento, que as  que as funções que não estavam no projeto é porque o prefeito pretende terceirizar através de empresas para executar os serviços.

Quanto ao seu voto pela aprovação do projeto, a parlamentar disse ter votado com convicção que o prefeito Marcão está procurando fazer o melhor pelo nosso município.

Rosa disse ainda estar orgulhosa de defender um governo sério e comprometido com o desenvolvimento e o bem estar da nossa população.






Nenhum comentário:

Postar um comentário